S♥C no Facebook

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

AUTOCONFIANÇA - Dicas para aumentar a sua!

Olá!
Você é daquelas mulheres que passa horas tentando dar o melhor de si em casa, no trabalho ou com amigos? porém, nada os agrada, e você recebe críticas o tempo todo.
E quando nada vai bem em sua vida, você começa a questionar se realmente tem capacidade para algo. Daí, o resultado é que sua autoestima fica lá em baixo e parece impossível levantá-la de novo.


Assim, aqui vai 5 dicas de como aumentar sua autoconfiança.

1. Evite comparar-se aos outros

Há poucas coisas tão nocivas para a autoconfiança quanto basear sua avaliação pessoal em realizações alheias. A autoaceitação é o componente mais importante para manter a admiração que tem por si mesma em alta. Como começar? Admita que não será sempre a melhor em tudo e que está em constante desenvolvimento. De qualquer modo, é mais construtivo usar referências pessoais passadas: "Se tiver uma autoimagem clara, saberá como se superar".

2. Forneça estímulos a si mesma

Diariamente, em torno de 65 mil pensamentos passam pela nossa cabeça. “O problema é que 90%, ou seja, quase todos, são negativos. É mais fácil nos lembrarmos das vivências ruins do que das positivas”, justifica. É por isso que estamos frequentemente nos criticando, dando banhos de água fria na nossa autoestima. Vem daí a importância de reconhecer seu mérito e apreciar a sua conquista sempre que fizer algo com qualidade”. Dirija-se a si mesma com orgulho e concentre-se nas suas virtudes. O ideal é que as afirmações sejam sempre nos tempos presente ou futuro e em formato assertivo. “Em vez de dizer ‘não vou mais fazer isso’, tente ‘vou fazer isso de tal maneira, pois me trará resultados melhores'.

3. Saia da zona de conforto

É natural torcer o nariz para qualquer atividade pouco familiar. Mas pode existir algo além de uma preguiça ocasional nesse gesto: medo de falhar. Quando reagimos assim, não realizamos uma fração daquilo que somos capazes. "É impossível obter sucesso sem errar algumas vezes". Entenda que o erro faz parte do processo de aprendizagem e não deve ser visto apenas como fracasso. Desafie-se e, com o tempo, se sentirá mais segura ao fazer coisas até então inéditas para você.

4. Faça a lição de casa

Nem todo mundo é bom em improvisos. Para se garantir, certifique-se de que domina o assunto ou a tarefa que vai encarar - no trabalho ou na vida. Converse com pessoas que possam dar uma visão prática e realista ou até oferecer dicas exclusivas.

5. Treine sua linguagem corporal

Sua postura pode sinalizar segurança, credibilidade e tranquilidade, convencendo os outros e, de quebra, turbinando a confiança em si mesma. O contato visual é básico na comunicação. Um olhar para o chão indica insegurança ou até que a pessoa está mentindo. Tocar o antebraço e o ombro do outro também fortalece a sintonia. "No entanto, o gesto funciona apenas em situações informais, como uma conversa com um amigo ou com alguém da mesma posição profissional". Já os braços, idealmente, devem ficar soltos. Mantê-los cruzados sinaliza posição defensiva e demonstra falta de receptividade. Observe também quanto você gesticula enquanto fala: "Movimentar as mãos para acompanhar a fala mostra liberdade e certeza nas informações que transmite". Mas cuide para não cometer excessos - ou pode parecer agressiva.